Dando uma identidade a seu consumidor.

Como a criação de uma persona para sua empresa pode ajudar a entender seu cliente.

Você sabe quem é o público-alvo da sua empresa? Conhecer seu cliente é tão importante quanto oferecer um produto ou serviço de qualidade. Assim, no momento em que você está planejando a estratégia de comunicação e vendas do seu negócio, é recomendado que procure conhecer o perfil do seu consumidor. Ou seja, você deve mapear o que ele faz, como consome e a frequência em que adquire, onde está localizado, entre outras questões que irão tornar mais assertiva a ação.

Uma técnica utilizada por grandes empresas e agências de comunicação é a Persona. Mas, o que é a persona? Personas são personagens fictícios que irão trazer uma série de características das pessoas – suas vontades, onde se relacionam, lugares que frequentam, onde vivem, qual o grau de instrução, quais seus interesses, entre outras – sempre focando nos potenciais compradores dos produtos ou serviços da empresa. Desta forma, você consegue entrar, parcialmente, no mundo do seu público e realmente entendê-lo como uma pessoa.

E como fazer isso? Pense na persona como um norte para qualquer estratégia da sua empresa, pois é ela quem vai interagir com a sua marca e consumir o que oferece. Crie um nome, idade, profissão e descreva o dia a dia. Crie uma história com hábitos. Faça uma lista de perguntas e responda. Pense nela como um ser humano de verdade, não crie através de palpites ou suposições.

A persona auxilia a focar no público da empresa e tornar as estratégias mais efetivas. Então, para isto, só preciso sentar e criar uma pessoa? Não, e nisto a UAU pode ajudar.

Primeiro, você precisa ter uma base de dados de comportamento do consumidor, afinal, são diferentes faixas etárias, classes sociais e hábitos regionais que implicam na forma de comunicar, não vale apenas utilizar da base de conhecimento próprio.

Após feito isto, você precisa validar estas informações e correlacionar com as relações do seu negócio. É também necessário avaliar o público de forma correta, o que irá possibilitar identificar quantas personas representam o seu consumidor. E isto é apenas o início. É preciso um conhecimento apurado e uma visão estratégica que consigam identificar potenciais perfis e àqueles que já contemplam a sua “carteira de clientes”.

Além disto, o uso de personas é apenas um “braço” de uma estratégia, que vem para deixá-la mais “pé no chão”, com maior clareza e objetividade.