É a hora da marca aparecer

A TV continua sendo geradora de resultados, basta agir estrategicamente.

Com a virada de ano, os pedidos são feitos e, se você é um empreendedor com certeza deve ter pedido pelo crescimento do seu negócio, não é mesmo? Pois é, quando se trata de prosperar vale de tudo, até recorrer à simpatias. Mas, se você não quer contar com a sorte, deve agir ao invés de esperar que algo positivo aconteça.

Estratégias de marketing resolvem problemas e antecipam resultados, basta apenas saber como e qual ferramenta utilizar. E a agência UAU pode te ajudar nisso.

Quando os seus objetivos são aumentar a visibilidade da sua empresa e potencializar os resultados de uma campanha, investir em publicidade na televisão é uma ótima pedida.

Por ser um meio de comunicação forte, afeta as emoções e imaginação dos espectadores, além de provocar estímulos sensoriais e despertar o interesse pelo seu produto. Afinal, na hora da compra os consumidores optam pelos produtos que trazem experiências junto a sua essência.

Além disso, a televisão possui extensa cobertura (TV aberta), cobertura segmentada (TV por assinatura), tudo isso com resultados rápidos em termos de impacto, permitindo ainda a seleção de vários períodos, horários em programas distintos e diferente tempo de duração.

Segundo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), o investimento em publicidade na TV em 2016 foi de R$ 66 bilhões, o que representa 55% de todo mercado de publicidade.

Assim, para que sua campanha tenha o resultado esperado, você deve saber qual é o seu público-alvo, qual horário e dias que ele estará assistindo, além de quais são os canais e programas que ele tem preferência.

Também é importante saber como repassar a mensagem, produzir um roteiro de qualidade para realizar a gravação. Não pular as etapas é o mais importante, e por isso, você deve deixar pra quem sabe como fazer.

Permita que a agência UAU simplifique esse processo pra você, com um planejamento estratégico voltado às vendas e respeitando a sua empresa. Contate-nos e saiba mais sobre os investimentos em comerciais na TV.